Franquia odontologica saiba como ela funciona na pratica

Franquia odontológica: saiba como ela funciona na prática

Na odontologia, o sistema de franquias existe há quase três décadas e surgiu por meio de iniciativas tomadas por dentistas com visão empreendedora.

Hoje já estabelecidas no mercado, assim como franchisings de outros setores, as franquias odontológicas devem seguir os padrões estabelecidos pela rede e têm o apoio dos franqueadores para a organização do negócio.

Se interessa pelo assunto? Está pensando em abrir um negócio? Neste artigo, explicamos tudo sobre as franquias na área da Odontologia. Confira!

Como funciona uma franquia odontológica?

As clínicas franquiadas devem seguir as normas determinadas pela rede, o que inclui serviços padronizados, padrões visuais nos consultórios e foco em um público específico.

Com a franquia, o empreendedor sabe quais os custos necessários para implantação e quando terá retorno do seu investimento, além de receber auxílio durante a abertura da unidade. Desse modo, é possível economizar e o crescimento torna-se mais rápido.

Como é o processo de abertura da franquia?

A primeira etapa é entrar em contato com o possível franqueador. É comum haver uma avaliação do perfil do empreendedor para verificar se aquele é o melhor negócio para ambos.

Em seguida, há uma apresentação do contrato com as informações relevantes da empresa e as condições necessárias para adesão. O gasto inicial dependerá do quanto você está disposto a investir e da região escolhida.

Depois da escolha do local e da assinatura do contrato, o franqueado passa por um treinamento para compreender os padrões da franquia e tem auxílio durante todo o processo de instalação da clínica.

Quais são os direitos do franqueado?

Todas as diretrizes são definidas no plano de abertura da franquia. É obrigatório que o franqueador apresente a Circular de Oferta de Franquia para o empreendedor. O interessado deve ler atentamente todos os documentos, incluindo o contrato, além de consultar seu advogado.

Com a assinatura do contrato, o franqueado passa a ter direito de utilizar a marca e o modelo de negócio da rede pelo tempo escolhido no acordo. Também é esperado que o empreendedor tenha treinamento e suporte no período inicial de instalação da unidade, assim como auxílio periódico nas operações.

Qual é o nível de autonomia do franqueado?

Na franquia, há um modelo de negócio a ser seguido com padrões relacionados à qualidade dos serviços oferecidos e às instalações adequadas para aquela rede. Contudo, a unidade tem independência financeira e jurídica da rede. Cada gestor é responsável pelas operações financeiras e direitos trabalhistas de sua própria clínica.

Pode ser mais difícil fazer mudanças no formato de negócio, mas, com a franquia, o empreendedor tem garantia de iniciar uma clínica com um modelo de gestão já testado e com uma marca consolidada no mercado.

Quais são as taxas cobradas pela franquia?

Para poder fazer parte da rede, o investidor precisa pagar uma taxa de franquia cobrada no momento de assinatura do contrato. Além disso, deve pagar taxas mensais de royalties pelo uso da marca e do sistema.

Mesmo com as taxas, iniciar uma franquia odontológica tem menor custo do que abrir uma clínica totalmente independente. Com a utilização da marca, o empreendedor tem mais facilidade na aquisição de pacientes, já que a rede é reconhecida e tem confiança do público.

Há, ainda, uma taxa de publicidade dividida entre os franqueados que é revertida para estratégias de marketing, tornando a divulgação da clínica odontológica mais rápida e eficiente.

Quem pode abrir uma franquia odontológica?

Não é essencial ser dentista para abrir uma filial na área: o importante é ter vontade de empreender. No cotidiano, uma franquia odontológica vai exigir muita disponibilidade e disciplina, além de conhecimentos de gestão.

Nesse contexto, ser dentista pode ser vantajoso para o empreendedor. No entanto, vale lembrar que a prática da Odontologia e a administração de uma franquia odontológica exigem habilidades bem distintas. Por isso, é fundamental que o profissional tenha um potencial empreendedor.

Ter uma franquia odontológica também pode ser proveitoso para quem tem outros negócios, pois representa uma possibilidade de diversificação dos empreendimentos — e, o melhor, em uma área em pleno crescimento.

Quer começar seu próprio negócio e abrir uma franquia odontológica? Então, entre em contato com a Amiga Odontologia!

Compartilhe:

Veja nossos TRATAMENTOS

passe o mouse e clique para ver mais detalhes

Quer ter uma franquia da Amiga Odontologia?
Clique aqui e saiba mais.

Receba as NOVIDADES DA AMIGA