Gengiva inflamada: o que pode ser?

Gengiva inflamada: o que pode ser?

Todos nós já ouvimos a famosa frase: prevenção é sinônimo de saúde! E é exatamente isso que queremos dizer quando alertamos nossos clientes. Enfatizamos a importância do cuidado pessoal, do bem-estar por completo e quando surge a gengivite – ou gengiva inflamada – ela é o resultado de uma rotina deficiente de limpeza bucal. O mau hábito na higiene oral traz graves consequências para a saúde.

Ficou interessado em saber como é possível se prevenir? Confira nossas dicas!

Gengiva inflamada é um mau sinal

Segundo o Conselho regional de odontologia de São Paulo, a gengiva inflamada tem origem no acúmulo de placa bacteriana, uma película transparente, que fica acumulada sobre os dentes e ao redor das gengivas. Tais bactérias estimulam a decomposição de alimentos e produzem ácidos, que “atacam” dentes e gengiva. Então, todo esse processo é chamado de gengivite.

Consequências graves

Ao longo do tempo, a placa bacteriana acumulada se transforma em tártaro. A partir daí, o processo de destruição das fibras gengivais compromete a estrutura óssea que sustenta os dentes. Quando isso acontece, já instalou-se a segunda doença periodontal: a periodontite.

Gengivas avermelhadas, mau hálito, sangramento espontâneo ou durante a escovação dos dentes são sinais para procurar ajuda. É um grande erro acreditar que apenas situações que envolvem dor devem ser comunicadas ao dentista. A periodontite é silenciosa e, geralmente, o paciente só se sente prejudicado quando nota tardiamente o amolecimento dos dentes.

Periodontite é coisa séria

A doença periodontal, segundo a Câmara técnica do CRO-SP, é um indicador de risco para diversas condições sistêmicas, entre elas:

  • enfermidades de coração
  • agravamento de diabetes
  • parto prematuro e/ou nascimento de crianças com peso abaixo da média
  • pré-eclâmpsia, entre outros

4 dicas para manter as gengivas saudáveis

Veja abaixo como é simples se cuidar:

  1. Escovar os dentes pelo menos 2 vezes ao dia
  2. Posicionar a escova de forma que as cerdas alcancem o sulco gengival
  3. Escovar todas as superfícies com pequenos movimentos de baixo para cima
  4. Usar fio dental entre os dentes pelo menos 1 vez ao dia para remover a placa bacteriana e os alimentos de onde a escova não alcança

O cuidado diário é preventivo e somente por meio dele é possível evitar problemas bucais graves.

Meu amigo dentista

Fale a verdade, amigo!
Você já se esqueceu de retornar ao dentista ou só procurou auxílio quando sentiu necessidade, acertamos?
Esperar o dente doer ou a gengiva inflamar são atitudes que só fazem aumentar o problema. Dependendo do caso clínico, o tratamento pode ficar mais longo, mais desconfortável e ainda gerar mais despesas.

Na Amiga Odontologia, a prevenção é incentivada sempre e as visitas programadas tornam-se encontros de amigos, fruto do relacionamento entre dentista e paciente, além da confiança no atendimento atento aos cuidados necessários para prolongar os tratamentos.
Quer saber mais sobre como funciona o acompanhamento preventivo da Amiga Odontologia? Encontre a Amiga mais perto de você.

Fonte: CRO-SP

Compartilhe:

Etiquetas: , , ,

Veja nossos TRATAMENTOS

passe o mouse e clique para ver mais detalhes

Quer ter uma franquia da Amiga Odontologia?
Clique aqui e saiba mais.

Receba as NOVIDADES DA AMIGA